terça-feira, 24 de agosto de 2010

Ficando off ????


“DEUS conceda-me a serenidade, para aceitar as coisas que não posso mudar; a coragem para mudar as coisas que posso; e a sabedoria para saber a diferença.”




O que realmente significa para você ficar off ?
Há um ano atrás quando fui convidada a participar de um retiro espiritual lembro exatamente da minha ansiedade e até da minha calmaria, lembro exatamente que estava decidida a ter um encontro a sós com Deus, eu sabia o quanto estava precisando daquilo naquele momento. Como se esperasse ter uma conversa santa com Ele.  Seriam três dias apenas, provavelmente o suficiente para encontrá-lo ali, naquele lugar reservado, rodeado por cômodos simples, pessoas e plantas desconhecidas.
O mais irônico nisso tudo é que você acredita que está completamente indo limpa ao lugar, de forma que tudo acontecerá na maior harmonia, já que todas ali desejariam a paz e você estaria livre de qualquer pensamento mesquinho. No primeiro dia (onde chegávamos a noite) estava eu, mais uma desconhecida entre 250 mulheres vindas de lugares diversos, eram donas de casa, empresárias, autônomas, delegadas tinha até apresentadora de tv, mulheres incrivelmente diferentes uma das outras. 
Esse encontro seria diferente de tudo o que eu pudera imaginar. E de cara mostrei que carregava preconceitos, mágoas e muita arrogância. Não me senti satisfeita ao descobrir as  minhas colegas de quarto, inclusive perguntei a uma das organizadoras se poderia me mudar de quarto (eu sei é vergonhoso...rs) de cara não gostei delas, estava sendo puramente preconceituosa, elas eram falantes demais para mim, elas simplesmente gargalhavam, para mim se vestiam como dançarinas de funk e entre as quatro, três delas eram loiras oxigenadas...rsrsrs (sinto muito, sei que fui mto preconceituosa) mas no mesmo instante eu pensei "como poderia passar três dias sendo companheira de quarto delas?" Lembro que a moça ainda tentou me encaixar em outro quarto, aparentemente mais minha cara, mas estava escrito...rsrsr o quarto ideal (sabe-se lá) era mesmo o das minhas amigas loiras falantes rsrsrsrs... No entanto, lembro de algo que nunca mais esqueci, vindo de uma das organizadoras: "no final do encontro você vai gostar de ter ficado ao lado delas"...
Resumindo pra não desistimular a leitura de vocês (aehauehaeuiaheuiaeha), justamente no primeiro dia a tarefa era exercitar o silêncio, bem irônico não é?. Imaginem se elas conseguiram kkkkkkkkkkk...fomos para o quarto e elas não pararam de gargalhar, falar dos modelitos que levaram, da ansiedade, dos namorados, maridos, até da insatisfação de uma delas de estar ali. Lembro ainda, quando elas perceberam que levei a sério a tarefa e não pronunciei nenhum 'boa noite' (até pq eu estava P da vida com aquela risadagem toda, eu queria conversar a sós com Deus...rs) Acredito que não passei nenhuma imagem de simpática, porque na verdade eu pouco estava me importando com elas... Isso era um fato!
E como normalmente a vida nos ensina, a gente vai cedendo e saindo dos moldes que muitas vezes impomos, até para que as pessoas nos respeitem, fui ficando mais maleável e por diversas vezes nos dias que se seguiram tentei esconder o riso que elas me proporcionavam contando as precipécias, os 'causos' mais inacreditáveis, até o dia em que gargalhamos juntas. Foi fantástico ver as coisas mais simples como Fernanda pegando a touca de cabelo e delicadamente ajeitando-o antes de dormir sem nenhum constrangimento, éramos quase uma família para ela, foi fácil compartilhar momentos juntos e foi inevitável compreender o quanto eu estava sendo arrogante. Fiquei feliz por ter aprendido mais uma lição e de ter agradecido no final do encontro a moça que me falou na primeira noite, eu adorei ter sido colocada entre elas, porque eram provavelmente as mais transparentes de todas nós que estavamos lá em busca da paz. 
As vezes precisamos ficar off (pelo menos eu acredito) mas de nada vale se você não se importar com o próximo, desde aquele retiro sempre que busco por momentos a sós comigo e Deus, lembro delas, lembro que você pode sorrir com alguém, chorar também, você pode ser transparente, aliás você precisa primeiramente ser você mesma. Deus conhece você mais que ninguém, bem clichê dizer isso...mas é verdade!
Estou off porque convidei a mim mesma para isso, estou em busca de coisas tão simples e o mais engraçado disso tudo é que lá na frente eu sei que está tudo ao meu lado.
Beijos meus queridos e muito obrigada pelas felicitações de um ano do blog! ^^
PS: o post vai dedicado a elas...rs
;D

8 comentários:

carlos disse...

Verdade cabeção...
O dia a dia nos ensina muita coisa.
Aprendemos a conviver com as diferenças e nos surpreender com as coisas mais simples.
Deus nos coloca sempre no caminho correto para o aprendizado da vida, nós é que nao temos o mesmo ponto de vista Dele.
Te amo sempre! cmldm!

Nicole disse...

Parabéns por um ano de blog! (uma graça de espaço. Quanto ao post, ficou otimo (...) "no final do encontro você vai gostar de ter ficado ao lado delas" ... bem, permitir-se sorrir eu tenho aprendido isso e tem sido bom! To seguindo! (te encontrei entre os sucrilhos de taynná e tô seguindo)

Cristiny* disse...

Obrigada meus lindos! Obrigada Carlinhos pela sua amizade única e obrigada a Nicole pela visitinha e pelas palavras de carinho, obrigada por estarem seguindo o blog ^^. Isso me entusiasma a continuar aqui com o espaço da 'saudade'. Estou muito feliz! ;D

Cristiny* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
strIgOi sAn disse...

Adorei o post, principalmente pela transparencia e pelo fato de não imaginar vc agindo desta maneira com as meninas. Tens um jeito tão "meiguinho' que não consigo te imaginar agindo digamos que: anti-social ou intolerante (sei la a expressão correta para descrever esta travessura) não que te veja como alguem "inofencivel", mas... é estranho pra mim, mesmo com toda minha mente fertil rsrsrs... Beijão, e... Concordo plenamente com: "Todos nós precisamos de um tempo off (acho que estou precisando do meu)"

Cristiny* disse...

Tá...tô me sentindo meio "bruxa" com meu preconceito besta...rs Mas tipo eu tava querendo ficar off sabe, ficar zen, sem barulhos, sem extravagância...rsrrs (aham não tem justificativa, eu sei...rs) O legal é que /"gargalhamos juntas no final" ;D
P.S: É legal ficar 'meio' off, o suficiente pra deixar saudade é claro...rsrsr

João Átila disse...

As vezes é preciso ficarmos sós
Para ouvir os conselhos do nosso interior, que as vezes é difícil...
O bom é que sempre teremos Deus para conversar e ouvir
Viver um dia de cada vez nunca foi errado, esse modo de pensar e agir vem desde nossa infância quando damos nosso primeiro passo...
Um tempo reservado a nós mesmo é uma forma de começarmos tudo de novo, para vermos o invisível da forma mais clara, ou ao menos tentar...
Mas nada melhor que umas ferias do mundo ^^
BJs

Sandra disse...

E tinha mais diferentes do que nós duas? rsrsrsrsrs. Acho q no inicio da nossa amizae tu me comparava a estas loiras (me chamava de fresca e tudo!!!)e eu pensava: a roqueira, rsrsrsrsrs. E o tempo, a convivência, o respeito aos momentos de ficar off e as gargalhadas compartilhadas fizeram uma amizade construída, ao longo do tempo pelos nossos pais, se pereptua com nós e com nosso desdejo mais forte de uma p outr..., Qual? VTNC, rrsrsrs.