quarta-feira, 16 de março de 2011

Sinceridade

"Sala, sem ela, tem janela. Inclino, em cerca de atenção
Ela vem, e ninguém. Mas ela vem
Em minha direção..."
                                                                      Marisa Monte

(Foto tirada por Taynná Grip em Alto do Jequitibá - MG - 11/03/2011)

Sempre me corre o desejo de transparecer...simplesmente permito que você entre na minha vida.  Não existe uma porta apenas, são janelas, são cortinas sempre alvas e toda a dança do vento que convidam você.
Meu riso e choro já te são familiares, você me tem em verde, em branco, em cinza.
Minha transparência é o meu convite, minha sede e o teu pote.
E na mesma hora que me dou livre eu me retiro descalço. Sinto muito se deixei você entrar.
Sofro a minha saudade da alma, a minha palidez, a minha fragilidade.
A minha sinceridade é o meu templo e o meu caos.

5 comentários:

Tay disse...

Fui eu quem tirei a foto!!

E mesmo, se pudesse, tirava daí todo o resto que te deixa infeliz, tirava uma fotinha sua triste e deixava nela, enterrada, o que não te faz bem...

Te amo visse?
Ainda mais agora que sei que você é linda mesmo, é um doce de verdade.

Beijo!!

AlÂn sAymOn disse...

TALVEZ TUDO SEJA COMO DEVE SER, COM O PROPOSITO DE ENSINARNOS ALGO NOVO E EDIFICANTE, DO QUAL AINDA NÃO COMPREENDEMOS, MAS QUE SEM DUVIDA NOS TORNARÃO PESSOAS MELHORES - SE ESTIVERMOS ABERTOS PARA ISTO.

BEIJÃO...

Talita Kamache disse...

Lindo blog!
Seguindo!
Beijinho!

Talita Kamache disse...

Ô querida obrigada por seguir! Agora o processo completou! hihi
Beijinho!

Anônimo disse...

Sinceramente, SINCERIDADE simula superação... SINCERIDADE sai sem sentir, soa suave, sente-se superior, 'senhora-do-saber'... Só SINCERIDADE sabe seus sábios segredos. Sinceramente, sei suas sandices, sei sentir suas satisfações sem sentido. Sinceramente, SINCERIDADE supera simulações. Sim! Sim a SINCERIDADE!