terça-feira, 1 de junho de 2010

"Um dia de cada vez...lá lá lá"


As vezes é engraçado como você pode não perceber as coisas mais sutis, um domingo no parque, o som que sutilmente fora de um violão emprestado, as canções estrangeiras traduzidas no sorriso envergonhado que por vezes deixava-se sair. O fato é que  a gente sempre termina criando expectativas para as coisas mais mirabolantes, coisa de gente grande. Sonhos e planos para preencher no amanhã, o que sempre termina faltando...
Nesses dias novos é até estranho poder escolher ir a pé mesmo que tudo esteja distante, parar em algum lugar e não mais insistir em ser compreendida, recolher algumas coisas que fazem sorrir e preparar o dia de hoje que "me faz tão bem". Propositalmente fica vago uma metáfora sobre o que vocês não conhecem, canções que não escutaram. E hoje o pedido é não pedir nada, o sabor é de suco de pinha com vinte e duas gotinhas de açúcar branco.

rsrs...

4 comentários:

Drika disse...

Tá evoluindo... risos.

João Átila disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Átila disse...

Um poema numa mensagem de texto, um bar à beira mar, uma festa sem precedentes e Carla Bruni tocando...
Sorrisos timidos a noite...
Sinceridade, querer bem...
Sincronicidade!
Não espere a felicidade, ande, que ela encontrará você, em pequenos atos palavras e sentimentos...
Afinal o importante não é encontrar a pessoa certa, é ser a pessoa certa...
E ainda que falasse a lingua de todas as etnias, sem amor eu nada seria....

Igor disse...

Isso!!! Um dia de cada vez e um monte de sentido e sentimento dentro de cada um!